Tinta Orgânica Tinta natural Tinta vegetal

Tinta é coisa séria

Há mais de 40 mil anos, um sujeito que sobrevivia precariamente em meio à natureza hostil, e portanto sempre alerta, se esqueceu da correria para pintar a rocha de sua caverna, outro pintou a pedra ali mesmo à céu aberto. Desenhou os animais que via, seus companheiros de jornada, as árvores. Usou os pigmentos que encontrou por ali para se expressar, registrar sua vida, seus dias.

Verdade: estamos envolvidos com tintas e pigmentos desde a pré-história. E, a partir daquele primeiro pintor/cronista, a humanidade só fez avançar nessa relação com as tintas e cores. Os egípcios abusaram no colorir, com seus maravilhosos pigmentos, e sintetizaram um azul incrível – o azul egípcio; os gregos, que também eram especialistas em pigmentação, coloriam até as estátuas. O homem nunca parou de pintar e se relacionar com tintas e cores, culminando com os grandes mestres e suas têmperas que encantam o mundo.

Com o avanço das tecnologias e da indústria fomos em busca de soluções cada vez mais eficientes e permanentes. E colorimos tudo: nossas casas, carros, unhas, lábios e até mesmo a pele. 

Qual é mesmo a origem desse azul?

Mas (tem sempre um “mas), essas tintas “maravilhosas” são altamente poluentes, tóxicas para o meio ambiente - o descarte inadequado das indústrias já contaminou muitos rios e mananciais; e dependendo da sua composição podem causar intoxicações graves.

A definição mais básica de uma tinta é: corante + aglutinante. A partir daí um pouco de tudo pode ser acrescentado para chegar ao objetivo pretendido. 

Vamos ver, por exemplo, quais são os componentes da tinta guache, que é super conhecida, já que é a mais utilizada nas escolas, desde o período pré-escolar.

  • Goma-arábica, que funciona como aglutinante e adesivo.

  • Glicerina que confere umidade, impede a secagem e o endurecimento excessivo da tinta e a torna mais solúvel.

  • Xarope - age como plastificante, conferindo maciez à moagem e à pintura.

  • Agente Umectante que favorece a fluidez.

  • Dextrina, que é usada para suavizar a textura e a qualidade de pincelamento de alguns pigmentos. Esses elementos podem variar bastante e, dependendo da marca, são acrescentados muitos outros, inclusive plásticos. Bom, então é isso: aquela tinta que parece tão inocente, na verdade é uma bombinha poluente. Felizmente já tem muita gente que considera os componentes dos produtos que utilizamos no dia a dia como um dos fatores mais importantes na hora de decidir o que comprar. Essa preocupação precisa ser maior quando se trata de produtos voltados para as crianças. Qualquer exposição a longo prazo a produtos nocivos à saúde pode trazer problemas no futuro. Fora a sensibilidade das crianças e as infinitas possíveis alergias. Lembra do alerta máximo: “manter fora do alcance das crianças”?  Nós sabemos que o universo das tintas é muito, muito amplo. Portanto, cabe a nós escolher o que é mais adequado não só à necessidade imediata de cor, mas também à nossa saúde a à saúde do planeta. 

Livrai-nos do chumbo! A União Europeia, por meio de uma diretiva que entrou em vigor em 2006, proibiu o uso de determinadas substâncias perigosas sejam usadas nos processos de fabricação de produtos, principalmente o chumbo. Tanto que a lei é conhecida como “lei do sem chumbo”. Pois é. Lá está valendo. Aqui, temos uma legislação que regula a quantidade de chumbo. Mas ninguém fiscaliza. E o chumbo aparece em vários tipos de tintas de diversos setores, inclusive em brinquedos infantis.

Mas...podemos, sim, escolher. Cabe a nós fazer a curadoria do que consumimos e como consumimos. Buscar alternativas aos compostos químicos pesados e à produtos das grandes indústrias poluidoras parece a melhor solução.  Hoje existem opções mais naturais no segmento das tintas que já podem atender demandas que vão desde a construção civil até tatuagens. Nós da Mancha, trabalhamos com tintas 100% naturais, para livre experimentação. São tintas altamente indicadas para crianças de 0 a 100 anos. Os corantes são açafrão, cacau, urucum, erva mate e beterraba, a base d'agua com aglutinantes e conservante naturais. E as cores são vivas, ricas, atrativas. As tintas são envazadas em potes de 150g e vêm prontas para uso. Confira na nossa loja! Muitos professores e escolas já aderiram às tintas naturais. Trabalhando com as crianças a fabricação das tintas, o que gera a oportunidade de falar sobre questões ambientais, saúde, sustentabilidade. E cada vez mais crianças entendem a necessidade de utilizarmos produtos naturais.  Para quem quiser se aventurar recomendamos a apostila de pigmentos naturais do Jhon Bermond. Lá ele ensina alguns truques para adentrar nas alquimias das tintas naturais. Outra grande referência bacana é nossa grande parceira Flávia Aranha. Ela é especialista em tingimento de tecidos. Para quem quiser tingir tecidos, sugerimos os pigmentos da Mattricaria, que tem opções já prontas para você usar em casa. E se o seu projeto é a pintura das paredes, experimente a Tintas Solum, com produtos minerais e ecológicos. Agora, se a ideia é se divertir com os filhos ou levar uma nova proposta para seus alunos, ou quem sabe revolucionar a sua arte com pigmentos naturais, aí fala com a gente!


#tintanatural #tintavegetal #tintaorganica #comofazer #ondeencontrar #façavocêmesmo #DIY #façaemcasa #fácildefazer #paracomprar #parasedivertir #parabrincaremfamília #brincadeirainfantil #brinquedoinfantil #produtosbrasileiros #produtosorgânicos #produtosresponsáveis #responsabilidadeambiental #responsabilidadesocial #consumoresponsável #arteterapia #manchaorganica #criatividade #waldorf #montessoriano #slowkids #organicink #livrebrincar #sustentabilidade #desenvolvimentoinfantil #escolaemcasa #feitoamao #orgânico #bthechange #art #terapy #fun

0 visualização
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

Mancha Organica Ltda. - CNPJ: 28.528.864/0001-08
falacomigo@manchaorganica.com.br -  Telefone: (21) 3733-4169

©2020 Orgulhosamente criado por Zebu Mídias Sustentáveis Ltda.